fbpx

Fazer intercâmbio sozinho X fazer intercâmbio de casal

By Wednesday November 13th, 2019General
Photo: Alex Iby

A experiência de viver em um outro país para estudar uma nova língua é sempre intensa. Tudo é diferente e desafiador. Todo mundo que já fez intercâmbio sabe que morar fora te muda por dentro. Se você está em um relacionamento provavelmente já se questionou sobre fazer essa viagem (de looonga duração) sozinho/a ou acompanhado/a. Vamos citar alguns pontos que podem ser importantes para tomar essa decisão.

 

Fazer intercâmbio sozinho

Muitas pessoas dizem que viajar sozinho é a melhor forma de se conhecer. Fazer intercâmbio sozinho, também. Você vai descobrir o que gosta, vai aprender a apreciar mais sua própria companhia, vai fazer programas que talvez nunca tenha feito sozinho/a antes, como por exemplo ir ao cinema ou ir sem companhia pra uma festa.

Acreditamos que essa seja a melhor forma de imersão total. Ao chegar em um país novo onde não conhecemos ninguém somos obrigados a quebrar barreiras, a fazer novas amizades, estamos mais dispostos/as a viver situações das quais não estamos acostumados. Estar sozinho talvez te proporcione uma experiência bem diferente de tudo o que você já viveu. É libertador. Além disso, você vai ter que aprender a se virar porquê não vai ter alguém 100% do tempo com você pra te ajudar a fazer um pedido em inglês no restaurante, decidir o que comprar no supermercado ou pra perguntar para os flatmates como usar a máquina de lavar.

Fazer intercâmbio sozinho é um desafio e tanto. Daqueles que vale a pena a gente arriscar pra se conhecer melhor. O lado negativo da experiência é a solidão que pode bater de vez em quando, principalmente em dias frio ou datas comemorativas.

 

Fazer intercâmbio de casal

Fazer intercâmbio de casal também tem suas vantagens e desvantagens. A ideia de chegar em um país desconhecido com alguém do seu lado já deixa tudo um pouco mais leve. Te traz segurança e dá a impressão de que não importa o que aconteça, você vai ter alguém com você te dando suporte. Isso e verdade. Ter alguém pra dividir suas alegrias, conquistas, derrotas, viagens, dias bons e ruins com certeza fará uma grande diferença.

Viver essa experiência em casal pode ser muito bom! Isso vai depender bastante do estilo do casal, se vocês tem gostos e hobbies parecidos, se o casal é tranquilo e se dá bem ou se discute muito, e por aí vai. Um casal que já mora junto no Brasil vai provavelmente tirar de letra e vai curtir dividir as novas experiências. Já para um casal que decidiu fazer a viagem juntos e consequentemente “juntar as escovas”, pode ser um desafio um pouco maior. A experiência de morar fora é intensa, e de morar junto também.

O lado não tão positivo de fazer um intercâmbio de casal é que quando estamos na “zona de conforto” muitas vezes não nos desafiamos/aventuramos tanto. Talvez você não se dedique muito a conhecer novas pessoas, a fazer programas sozinho, a se virar no inglês sem ajuda de ninguém, etc.

 

As duas opções são bem diferentes, porém super válidas! Escolha o que se encaixa mais no seu objetivo e viva essa experiência ao máximo!

Vai dar tudo certo! 🙂

ENTRY REQUIREMENTS

STUDENT LIFE

STUDENT SUPPORT

VISA & LEGAL REQUERIMENTS

TERMS & CONDITIONS